• AMA
  • ATLÉTICO MONTE AZUL
ùltimas
  1. Camisa oficial e autografada do Santos recebe lance de R$ 1,1 mil
  2. AMA leiloa em seu site camisa autografada do Santos
  3. Comunicado oficial sobre informações falsas da base
  4. Acompanhe os guerreiros do Azulão contra a Matonense pela internet
  5. Correção: Partida contra Catanduvense sofre alteração de local e horário

Taboão da Serra

Fundado em 12 de dezembro de 1985, o Clube Atlético Taboão da Serra entrou em campo pela primeira vez profissionalmente 18 anos depois, em 2004, quando disputou (e venceu) a Série B2 do Campeonato Paulista. Com o título, o clube ganhou o direito de jogar a Série A3 do ano seguinte, mas acabou sendo rebaixado para a Segunda Divisão. Cinco anos mais tarde, em 2010, a equipe realizou uma excelente campanha na competição e recebeu a oportunidade de disputar a Série A3 novamente, onde permaneceu até a temporada de 2012.
Desde seus primeiros jogos oficiais até hoje, o clube jamais alterou suas cores ou seu uniforme, definidos por estatuto na década de 1980. A história da escolha do CATS é incerta e curiosa. A versão mais provável conta que o vermelho, o branco e o preto seriam uma homenagem às cores da bandeira do município. No entanto, segundo outra versão, os quatro prefeitos que precederam a fundação do clube não teriam feito nenhuma objeção à escolha das cores por serem todos torcedores do São Paulo.

As cores do Taboão da Serra são as mesmas desde a fundação. Como mandante, o clube entra em campo com camisas e calções brancos e meiões vermelhos. Na casa do adversário, as camisas são vermelhas, os calções vermelhos ou pretos e os meiões brancos. As mudanças ficam por conta de detalhes aplicados aos uniformes, que mudam ano após ano.

Apesar de atuar no futebol profissional há pouco tempo, o Taboão da Serra já tem um distintivo consolidado entre os habitantes da cidade, acostumados a acompanhar o clube em competições de outros esportes, como o futsal, o vôlei e o basquete. Nestes mais de 20 anos, o peculiar escudo sofreu apenas uma reestilização, feita em setembro de 2008 pelo designer Sérgio Cardoso. Nada, porém, que alterasse o símbolo, formado pela sigla do time disposta em diagonal sobre um semicírculo que contém faixas vermelhas e o nome da cidade.

Após figurar por duas temporadas no Campeonato Paulista da Série A3, o Taboão da Serra não foi capaz de manter as campanhas dos anos anteriores e foi rebaixado para a Segunda Divisão. A campanha foi uma das piores da história, com três vitórias, cinco empates e onze derrotas, na incômoda última colocação, com 14 pontos ganhos.